Animais
Construção, Industria e Comercio
Escritorio e Informatica
Esporte , Lazer e Jogos
Festas e Eventos
Imoveis para temporada
Imovel ( residencial,  comercial  e temporada)
Mídias Gerais
Setor Médico - Equipamentos  Hospitalares
Transportes
Tv, Foto, Som ,Video, Multimidia, etc.
Utensilios
Vestuario
Visualize  Compare Preços Aluguel
Visualize DIVIDIR  QUARTOS

Quiosque é porta de entrada para shopping



Folha de São Paulo
free-lance para a folha

Na Capital, preço do aluguel vai de R$ 900,00 a R$1.200,00 por metro quadrado; espaço varia de 2 m2 a 15m2.

Para o empresário que deseja montar um negócio em um shopping center, mas não tem em caixa o dinheiro necessário para investir um uma loja, os quiosques são uma saída econômica.

 O preço do aluguel desses pontos varia de R$ 900,00 a R$1200,00 por metro quadrado, na cidade de São Paulo. Um quisoque tem no mínimo 2m2; alguns chegam a 15m2.

Há pelo menos 12 franquias no ramo, com investimento mínimo de R$12.500 ( unidade da Sapataria do Futuro, que faz reparos de sapatos e acessórios) e máximo de R$100mil ( Casa do Pão de Queijo e Fran's Café).

"A vantagem de estar em shopping center é que a quantidade de consumidores é maior do que estivesse numa loja de rua", afirma Vera Sayão, 48.

  Em 1999, ela montou um quiosque da The Nutty Bavarian ( comércio de castanhas doces e salgadas), no shopping Center Norte, na Vila Guilherme, zona Norte.
  Na marca, o lucro mensal fica em torno de R$2.000,00, segundo o diretor da franquia, Daniel Miglorancia, 28. "Estar no meio do público, no corredor, combina com esse tipo de venda, pois nínguem sai de casa para comprar castanhas doces. Trata-se de compra por impulso", afirma.

  Para montar um quiosque da The Nutty Bavarian são gastos US$10mil com a taxa de franquia, mais R$6.800,00 com equipamentos e produtos. O aluguel médio em shoppings fica em R$1800,00.

  "A montagem de um quiosque também é mais rápida do que a de um loja", afirma Liliana Martins, 29 gerente de expansão da Grão Espresso ( comércio de café e alimentos). "A estrutura é mais básica. Não requer, por exemplo, a instalação de ar-condicionado". Um quiosque da marca tem investimento de R$50mil.

  Atendimento

  Também há diferença na reação dos clientes. "A loja intimida as pessoas a entrarem, e os quiosques, no entanto, fazem parte do trajeto delas", diz Fátima Simões.
   Há dez anos, ela investiu R$30mil em um quiosque, o Aromas e Afins, que vende velas e incensos. O ponto de Simões fica em um corredor do shopping Ibirapuera, zona Sul. Seu lucro, afirma, chega a R$3.000,00 por mês.
   Hoje, ela possui mas três quiosques em outros shoppings da capital e ainda duas lojas, que comerciallizam, além de velas e incensos, produtos artesanais nacionais e importados.

   Menos funcionários

   Como o espaço é reduzido, a quantidade de funcionários é relativamente menor, o que diminui as despesas mensais.
   "No entantom a quantidade de produtos que podem ser oferecidos também é enxuta, pois o espaço de mostruário e de estoque é reduzido", explica Marcelo Ferreira Costa, 40 que possui 11 unidades de venda da Copy Oil ( comércio de reproduções gráficas).
    "Assim, o empresário deve ser objetivo na escolha da variedade dos produtos que irá vender".
    Costa ressalta que artigos como roupas não são apropriados para a venda em quiosques, pois precisam ser provados."As transações devem ser "redondas": o cliente olha, gosta e leva", afirma.



Voltar Imprimir



Procure no Aluga

Calcule seu Aluguel
Faça aqui seu Site!
Anuncie aqui!
Destaques do Aluga

 
Termos e Condições | Política de Privacidade | Fale conosco | Página Principal
 
©2014 Aluga - Todos os direitos reservados